José Tadeu Alves
Arte é movimento, sua alma está em chama, então você cria...
Capa Textos Áudios Fotos Perfil Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Como eu gostaria...
Que viesses me ver de perto...
Que me tocasses com seus
mais delicados anseios....
Quem sabe,
seja eu, 
a velha esperança que vem depois
das montanhas azuis, que vês, 
quando abres sua janela...
nas manhãs que te ressurges,
depois de longas noites!
Sou Eu, o alento que sonhas
quando esperas um toque de carinho...
Sou talvez a última esperança de tuas buscas...
Sou a canção de pássaros novos...
que gorjeiam encolhidos, aquecidos
pequeninos em seus ninhos...
Sou a canção que embala seu sono da última hora...
Sou alguém que lhe recebe com
hinos e abraços apertados...
Sou alguém que conhece seu coração
pelo reflexo do meu...
Sou aquele alguém, que se importa, e que aceita suas imperfeições e aflições.
Não ligo se tens dentes tortos, ou se seus cabelos estão escondidos,
por tinta que lhe confiram alguns anos a menos!
Nunca ligo se esqueces de ir ao salão de beleza...
Ou se esqueces de cortar o cabelo.
Não me importo se falas apenas um idioma,
ou se ainda tropeças no seu...
Se tens ou não, fortunas terrenas...
Sou alguém que se preocupa com você!
Conheço bem meus caminhos...
Mas gosto de desviar-me nos seus!
Sou o barulho do mar... do vento...
O balanço das folhas, movimento das nuvens...
Sou o silêncio do meio dia...
começo, meio e fim...
Sou algo que não se explica em palavras!
Sou aquele, que sempre quase sempre é lembrado ao
fim da festa...
muitas vezes, venho embutido,
escondido numa palavra de consolo...
Parte de suas frases mais inconscientes...
Dom de vida, o livro que não tem fim!
Verso descompassado...
Sou o menino pedinte à porta do mercado...
Também sou,
um momento de paz...sou o último
porteiro à sombra da chave final!
Sou o silêncio que vem depois
do último toque da trombeta...
Sou seu filho,
seu pai,sua mãe,
seu irmão, seu amigo e seu trabalho...!
Muitas vezes...me trocas por um atalho....
mas me furto sempre a lhe proteger...!
Como eu gostaria...
Que viesses me ver de perto!
Que me tocasses com seus
mais delicados anseios....
Saibas: Sou EU!!!
A velha e única esperança, que vem depois
das montanhas azuis, que vês,
quando abres sua janela...
Nas manhãs que te ressurges....

Assinado:

Jesus,
(A Pedra Viva)
 
José Tadeu Alves
Enviado por José Tadeu Alves em 08/07/2009
Alterado em 22/07/2016
Comentários